Linha Cerâmicas para chá | Atelier Muriqui

Dizem os chineses, em sua longeva sabedoria taoista, que o recipiente no qual o chá é preparado também interfere e contribui para o aumento de sua força vital, ou energia Chi. Pensando nisso e na importância de conhecermos a origem dos objetos e alimentos que trazemos para nossa vida - e, claro, com o desejo de valorizar nossa cerâmica - uni-me à artista Gisele Gandolfi (Atelier Muriqui) para desenvolver uma releitura de alguns clássicos milenares da remota China. O objetivo era aproximar este ritual oriental do público brasileiro despertando os sentidos para uma experiência estética de preparo e degustação de chás especiais. Nossa parceria resultou numa tradução dessa antiga tradição, no melhor exercício de antropofagia cultural! E dessa assimilação, nasceram duas composições que são complementares mas podem ser utilizadas separadamente: o kit ABAPORU e o Gong Fu Tea Set. Ambos podem ser adquiridos sob encomenda.


Kit ABAPORU

O apelido "Abaporu" é uma homenagem à icônica obra da nossa Tarsila do Amaral, nessa visão modernista que entende nossa capacidade de absorver influências estrangeiras como uma força da cultura brasileira. Incorporamos o que vem de fora e devolvemos ao mundo algo híbrido, que tem lá nossa impressão digital. E assim é com essas peças! Aqui, apresentamos uma versão brasuca do gaiwan, pequena tigela com tampa que integra a arte do chá chinesa (Gong Fu Cha).  O Kit é composto por 1 gaiwan + 1 jarra de servir + 2 copos. Neste método de preparo, é usada uma proporção maior de folhas por ml de água, em sucessivas infusões a intervalos mais breves. Esta é minha técnica de preparo preferida, pois as folhas ficam soltas no interior do copo e liberam paulatinamente seus aromas ao longo das infusões. Extrai-se, desse modo, toda a narrativa de aromas e texturas dos chás em rodadas que vão nos embalando num mergulho por nossas paisagens íntimas. (No fim da pág um video-tutorial sobre o uso dessas peças).


Gong Fu Tea Set

Compreende uma pequena taça, um pequeno copo aromático e um pratinho a servir de pires para ambos. O jogo é feito em porcelana e também se inspira no cerimonial de chá chinês-taiwanês, em que se captam os aromas no pequeno copo cilíndrico e se sorve o liquor na taça. Muitas pessoas não compreendem a razão das peças serem tão pequenas. Uma das lindas explicações que se pode dar é que esse modo de degustação enraiza-se no espírito Taoísta: a dinâmica das taças que se enchem e logo se esvaziam para dar lugar a algo novo ritualiza esse eterno fluxo da vida que, a todo momento, necessita de espaço para nos inundar com o perfume dos acontecimentos. O vazio, o efêmero, a dança dos fluxos, o valorizar daqueles poucos goles de chá e o desapego do que se consome para se abrir ao que vem... Este singelo ritual meditativo condensa profundas mensagens existenciais e torna a experiência do chá uma prática de cultivo da alegria e da quietude. O conjunto destina-se a quem esteja em busca de uma iniciação mais aprofundada na arte do chá, seja para compor aulas e cursos técnicos, para eventos sensoriais ou apenas como uma prática pessoal.

 
 
 

Para mais informações, consulta de valores e encomendas, entrar em contato com tania.rampi@gmail.com